Transformação Cultural: a virada de chave para empresas inovadoras

Como uma empresa pode realizar as transformações e disrupções necessárias de forma eficaz e segura?

Muito além de processos estruturados e de informações para a tomada de decisão, o grande ponto de virada reside na cultura organizacional. Quem se prepara para encarar o exigente mercado competitivo, com um mindset voltado para inovação, aberto a metodologias modernas e mais ágeis e, principalmente, colaborativo, sai na frente – ou seja, é uma ótima alternativa para dar lugar à inovação como caminho de sucesso.

E isso não acontece sem o entendimento de que é preciso avaliar e aceitar erros e acertos, ser flexível e acertar a rota. Isso é o que faz com que os processos de transformação cultural ampliem os horizontes, consolidando e fortalecendo marcas e potencializando resultados. Vamos começar essa mudança?

 

O que é transformação cultural?

Você já deve ter ouvido a expressão transformação cultural. Mas você sabe, realmente, o que isso representa? Qual a importância que ela tem para o posicionamento e o planejamento estratégico das empresas?

Primeiro, vamos entender o que é a cultura dentro de uma corporação. Trata-se de uma réplica dos valores, crenças e comportamentos de um grupo de pessoas, aquilo que determina a personalidade do seu negócio. Ou seja, é a definição sobre quem é, o que representa e como se diferencia de outras organizações, que está refletida na imagem mantida junto aos colaboradores, clientes e stakeholders em geral. Já parou para pensar como isso é importante?

A cultura não nasce – nem se transforma – da noite para o dia. Ela se desenvolve ao longo do tempo e, depois de enraizada, se torna algo tão poderoso que demanda esforço e cooperação para provocar uma mudança significativa. Por isso, um processo estruturado de transformação cultural se faz necessário para empresas que almejam acompanhar a velocidade das mudanças, o surgimento de novas tecnologias e modelos de negócios, e as alterações no cenário econômico e nos mercados.

O desenvolvimento desse mindset, apostando em modelos disruptivos, é o que tem feito com que negócios inovadores nascentes/emergentes consigam competir com grandes players. Isso começa com a descoberta sobre o que funciona e o que não anda bem na sua empresa – com um exercício de “olhar para dentro de casa”, a partir da revisão dos objetivos estratégicos e mudanças estruturais, para alcançá-los de forma mais ágil, sem medo de descobrir que algo precisa ser alterado ou melhorado!

Nesse caminho, o papel das lideranças organizacionais como um guia para seus times é fundamental para a transformação cultural de sucesso.

 

O papel do líder na transformação cultural

Cada vez mais as organizações têm a clareza sobre a importância de uma cultura organizacional que permita reforçar os valores de forma contínua e consistente, mesmo em meio às incertezas do contexto externo, sem, no entanto, impor resistência à possibilidade de autocrítica e ajustes de rumos.

Para que isso aconteça, a cultura precisa estar conectada em sua totalidade com a visão e a estratégia da empresa. Sem falar que as ações devem envolver as pessoas, em iniciativas promotoras de engajamento da equipe, desenvolvimento de habilidades e reconhecimento do trabalho realizado.

Dessa forma, a cultura organizacional fica bem definida e gerenciada, a partir de lideranças comprometidas e que incentivem os colaboradores com bons exemplos. Até porque a transformação cultural precisa acontecer no coração, na mente, nas atitudes e nas competências dos colaboradores.

Portanto, gestores precisam estar conscientes de que o seu papel é absolutamente primordial, assumindo o protagonismo das ações que promovam a transformação da organização. Afinal, é a base que orienta as pessoas no trabalho e na vida.

Sendo assim, líderes precisam ser ativos, presentes e instigar o time a se transformar constantemente. Como diz Pedro Mandelli (Mandelli Consulting Inc, Canada): “O verdadeiro líder não é aquele que desce para o operacional, mas aquele que traz o operacional para liderar com ele.”.

 

A Cultura é o jogo!

Você deve estar se perguntando: por que eu deveria me preocupar tanto com isso? Quais os motivos para que a transformação cultural chegue na minha empresa? Simples. Essa é a chave do negócio. Ou como diz Louis Gerstner, CEO da IBM entre 1993 e 2002: “Cultura não é apenas um aspecto do jogo dos negócios. Cultura é o jogo!”.

Um estudo da Fuqua School of Business, da Duke University, nos Estados Unidos, buscou identificar o posicionamento de grandes executivos sobre o assunto. Eles afirmam que uma cultura eficaz no meio corporativo impulsiona a lucratividade e as decisões de aquisição, além de estimular o comportamento mais ético dos funcionários.

Foram ouvidos mais de 1.800 CEOs e CFOs em todo o mundo, concentrando sua análise inicial nos Estados Unidos e Canadá. Mais de 90% dos executivos situaram a cultura como importante em suas empresas e 78% disseram que a cultura está entre os cinco principais pontos que tornam uma marca valiosa. Um índice diretamente relacionado aos 92% que afirmaram acreditar no aumento do valor da empresa, com o investimento em cultura corporativa. Na contramão, apenas 15% visualizam que a cultura dos negócios que conduzem está exatamente onde precisava estar.

Ou seja, falar em transformação cultural nunca foi tão importante. E ela não anda sozinha, como veremos a seguir.

 

Transformações culturais e inovação

Quando se pensa nessa profunda mudança de mentalidade, não há como ignorar a iminência de um processo de inovação. Enquanto a transformação cultural exige uma mudança não apenas associada à visão, ao coração, às atitudes e às habilidades dos times internos, a inovação impacta a empresa como um todo. O novo mindset permite otimizar e garantir melhores ganhos ao longo do processo de inovação.

O rompimento de paradigmas que estamos propondo aqui abrange o envolvimento de pessoas, orientadas por lideranças conscientes de seu papel, na busca de resultados. A partir da construção desse alicerce, é possível descobrir os benefícios da inovação corporativa de forma mais rápida.

Com a construção dessa cultura forte, consolidada e muito clara na mente de gestores e colaboradores, a empresa irá preparar e alavancar o processo de inovação.

 

Fatores para aplicar na transformação cultural de sucesso

Para colocar em prática tudo isso, alguns atributos são imprescindíveis. Confira quais são e invista em desenvolvê-los, no seu negócio.

  • Adaptabilidade;
  • Compromisso com as partes interessadas;
  • Desenvolvimento sustentável;
  • Geração de valor;
  • Liderança transformadora;
  • Orientação por processos e
  • Pensamento sistêmico.

Colocados em prática, eles nos mostram que nada acontece a curto prazo, uma vez que os melhores resultados perduram e possibilitam o equilíbrio da gestão por muitos anos. Transformação cultural é investimento constante e simultâneo em consolidação e renovação de valores, princípios e metodologias.

 

A Venture Hub pode te ajudar a ser protagonista no processo de inovação da sua empresa. Podemos te apoiar por meio de iniciativas estruturadas, que englobam desde movimentos de transformação cultural até ações mais específicas e aprofundadas de inovação aberta. Entre em contato com a nossa equipe e veja como podemos te auxiliar.

Se quiser entender mais sobre inovação corporativa, assine nossa newsletter.

Assine nossa Newsletter  e receba nosso conteúdo diretamente em seu e-mail.

(19) 3114-4100

Av. 1, 28 – Parque das Quaresmeiras, Campinas – SP, 13098-450

© Todos os direitos reservados © 2020 ⋅ Venture Hub